Mural Mural Mural Mural Mural Mural Mural Mural Mural Mural Mural Mural Mural Mural

Em campanha

Postado em Coluna | Sem comentário

Vindo para anunciar medidas de apoio à comercialização do trigo, quem desembarca na cidade nesta terça-feira é o ministro da Agricultura, Neri Geller.
Poderia ter feito isso lá mesmo em Brasília, mas daí não geraria os efeitos políticos e eleitorais desejados pelo Palácio do Planalto.
Fustigado pelos escândalos da Petrobras, o governo tenta criar fatos positivos que tirem a candidatura de Dilma Rousseff do olho do furacão.

Solidariedade

Postado em Coluna | Sem comentário

Ação beneficente já tradicional da instituição, está marcada para o próximo sábado a quinta edição do Chá Solidário do Instituto Globoaves.
Com início às 15 horas, o evento terá lugar na sede recreativa da empresa e os convites estão à venda pelo telefone 3218-1993.
Entre as atrações programadas constam atividades recreativas para crianças, bazar, bingo e apresentação de corais.
Haverá também, a cargo da equipe do movimento Cascavel Rosa, palestras de orientação e prevenção do

Oi e tchau

Postado em Coluna | Sem comentário

Elegendo-se ou não presidente da República, Marina Silva já começou a fazer as malas para deixar o partido que a abrigou quando não conseguiu formalizar a criação de sua própria sigla, a Rede Sustentabilidade, a tempo de participar do pleito.
Cacifado pela meteórica ascensão da candidata ao posto de favorita na disputa, um grupo de dirigentes da sigla ambientalista no estado esteve esta semana em Cascavel para arrebanhar novos militantes para os seus quadros.
Ou seja, o PSB pode até ganhar, mas é certo que não vai levar.

Caro até pra banco

Postado em Coluna | Sem comentário

A quem interessar possa, em breve estará disponível para alugar a estratégica edificação localizada na esquina da avenida Brasil com a rua Carlos de Carvalho.
Ocupando o ponto há mais de duas décadas, o HSBC decidiu mudar de endereço por não aceitar o valor que o dono do imóvel, de tradicional família de Medianeira, está exigindo para renovar o contrato de locação.
Dos atuais 50 mil reais por mês, o senhorio quer agora algo próximo dos 80 mil e ainda receber vários meses de adiantamento.
Locador de diversas outras agências bancárias na região, ele vive há anos em Miami.
Não é para menos.

A vida ensina

Postado em Coluna | Sem comentário

Vai começar brevemente em Curitiba uma série de leilões dos ativos de tradicionais empresas paranaenses que foram à falência em décadas passadas.
São fábricas, máquinas, equipamentos, depósitos, lojas, terrenos e cobiçadas áreas em shoppings que pertenceram a companhias como Malas Ika, Alimentos Tip Top, Indústria Trevo, Melyane, Moinho Graciosa e Hermes Macedo.
Marcas que foram símbolos de empreendedorismo no estado, elas afundaram em dívidas, disputas familiares ou por não resistirem às mudanças econômicas do país.
Todas elas, portanto, são ótimos exemplos do que não se deve fazer para não quebrar uma empresa.

Mural

Postado em Mural | Sem comentário

“Eu adoraria encontrar o sujeito que supostamente sou. Eu o contrataria em um segundo.”
– Lee Iacocca

Os números dizem tudo

Postado em Coluna | Sem comentário

Efetivada há exatamente um ano, a fusão entre as corretoras de seguros Dinâmica, de Cascavel, e VIP, de Toledo, não poderia ter dado mais certo.
Da parceria, que registrou vendas de mais de 60 milhões de reais, surgiu a maior corretora independente do Paraná e uma das três maiores do Sul do país.
O grupo, que já conta com 16 filiais, celebrou os resultados em recente convenção que reuniu boa parte de seus 150 funcionários.

Adeus ao Romero

Postado em Coluna | Sem comentário

A classe médica e a sociedade cascavelense terminam a semana em profunda consternação pelo falecimento do Dr. Antônio Wilson Romero, que perdeu a longa batalha que vinha travando bravamente contra uma grave enfermidade.
Sócio de uma das primeiras e mais renomadas clínicas urológicas da cidade, ele foi um dos principais líderes do grupo que, há mais de 30 anos, adquiriu e revitalizou o Hospital Policlínica, colocando-o entre os mais bem equipados do Paraná.
Cidadão dos mais estimados, Romero deixa saudosa e entristecida uma imensa legião de amigos e admiradores.

Domicílio eleitoral

Postado em Coluna | Sem comentário

A família cascavelense que armazenava dentro de casa, até serem misteriosamente roubados, 3,2 milhões de reais e mais 400 mil dólares, não está sozinha nesse hábito de guardar elevadas quantias de dinheiro debaixo, digamos, do colchão.
Vários candidatos que disputam as eleições deste ano no estado declararam à Justiça Eleitoral que mantêm diferentes valores em grana viva ao alcance da mão.
O recordista deles informou ter 800 mil reais.
Somando todos, o valor passa de 5 milhões e 600 mil.
Ouvidos sobre o assunto, especialistas suspeitam que pequenas fortunas guardadas em casa podem servir para fazer caixa 2.

Postado em Coluna | Sem comentário

Em animado evento social da estação, as amigas Luiza de Andrade e Laura Flores.

Postado em Coluna | Sem comentário

Os empresários Valdinei Silva, Omero Bordin (à esquerda) e Jorge Tasak (na ponta direita) celebram o sucesso da união de suas corretoras na convenção anual prestigiada pelo diretor comercial da seguradora Zurich, João Bosco de Medeiros, e que reuniu grande parte dos 150 colaboradores do grupo.

Postado em Coluna | Sem comentário

Em jantar de amigos, os empresários Leopoldo Furlan e Selvino Bigolin.

Postado em Coluna | Sem comentário

A bonita Camille Bresolin Pompeu, posando de mexicana em festa elegante da estação.

Noite dos “bocudos”

Postado em Coluna | Sem comentário

Já está marcado o indefectível encontro anual da mais antiga e irreverente instituição da cidade, que reúne empresários, políticos, profissionais liberais e figuras populares da terra.
Fundada por pioneiros nos idos da década de 1950, depois reformulada pelo saudoso Eli do Espírito Santo nos anos 60 e hoje presidida por Beto Pompeu, a Ordem da Boca Maldita de Cascavel vai realizar sexta vindoura, na sede social da Diplomata, o seu tradicional jantar de confraternização, cenário de boas fofocas e muita diversão.
O ponto alto da festa, território exclusivamente machista, é a admissão de novos “cavalheiros” aos quadros da confraria, além da entrega de comendas a homenageados especiais.
A renda líquida da venda dos convites reverterá para os cofres do Lar dos Bebês.